Homepage | Quem somos | Nossa Fé | Contate-nos | Objetivos | Atividades
Bíblia - fé e prática
Jesus, Cabeça da Igreja
Igreja, Corpo de Cristo
O Poder do Sangue de Jesus
9 Dons Espirituais e 5 Ministérios
A Unidade do Corpo
A Volta Gloriosa de Jesus

O Momento Profético
Avivamento
Doutrina e vida
Costumes e Cerimônias
Outras Igrejas
O Espírito Santo e a Interpretação da Palavra
Soli Deo Gloria
Como Começar a Obra do Espírito em uma Igreja

Introdução
Dons e Evangelismo
Um Corpo, uma Fé
A Busca dos Dons
Mártires e Testemunhas
A Direção do Espírito

 
Versão para Imprimir Versão da cópia

Doutrina e Vida


Existe uma grande necessidade nas igrejas em geral de conhecimentos práticos a respeito de certas doutrinas da Palavra de Deus. O conhecimento da doutrina deve ter uma consequência prática em termos de edificação da Igreja. Em sua vida diária a Igreja deve, portanto, dar um testemunho que confirme sua fé nos ensinamentos bíblicos e que demonstre seu amor e sua fidelidade ao Senhor Deus.

Há várias doutrinas que a Igreja não tem vivido, não tem praticado como deveria. Dentre essas ressaltam as doutrinas da Igreja como Corpo de Cristo, dos 5 ministérios (Efe. 4:11), dos dons espirituais usados com sabedoria e discernimento, de Jesus como Cabeça da Igreja, do poder do Sangue de Jesus e do ministério do Espírito Santo, que transmite as orientações do Senhor Jesus para Sua Igreja.

O Senhor tem ensinado milhares de igrejas locais em diversos países a entender e colocar em prática essas doutrinas, a “Palavra do seu testemunho” (Apo. 12:11). O resultado dessa prática tem sido uma poderosa edificação do Corpo de Cristo caracterizada por uma Obra de santificação e salvação, uma grande ênfase à evangelização e a presença real de Jesus no meio de Seu povo.

Em outros países, como os da Europa Oriental, o Senhor levou inúmeras igrejas a lutarem para dar o testemunho que glorifica ao Senhor, levou-as a “ser fiel até a morte” em face a terríveis perseguições, um testemunho que a Igreja precisa conhecer para que possa receber a edificação necessária para para estar preparada para o arrebatamento (Apo. 12:11).

Esta comunhão entre pastores e líderes, e igrejas, possibilitando a união entre a Doutrina e o Testemunho criam condições para que a Igreja fiel possa se beneficiar de todos os meios necessários à sua edificação.